Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

A procuradoria do Ministério Público Federal na Paraíba é a quinta do país e terceira na região Nordeste com mais ações no combate à improbidade administrativa, de acordo com dados do Mapa da Improbidade do MPF, atualizados na sexta-feira (4), e divulgados pelo portal G1. O órgão ajuizou pelo menos 629 ações desde 2009. Tiveram maior volume processual apenas as procuradorias da Bahia (1.222 processos, Maranhão (920), Minas Gerais (747) e Pará (814).
De acordo com a assessoria de comunicação do MPF-PB, “o combate à corrupção é uma prioridade para o Ministério Público Federal. Inclusive, o Mapa Estratégico Institucional, na perspectiva ‘Sociedade’, destaca que o MPF trabalha para ser percebido como uma instituição que atue, efetivamente, na defesa da sociedade por meio de combate à criminalidade e à corrupção”.
O dado mais atualizado divulgado pelo Mapa da Improbidade revela que, até esta sexta-feira, foram impetradas 218 ações deste tipo em João Pessoa, 123 processo em Campina Grande, 142 em Sousa, 136 em Patos e nove ações na recém-inaugurada comarca de Monteiro, criada com objetivo de reforçar a atuação na região e com uma proposta de descentralização das atividades prestadas. A nova procuradoria começou a funcionar no dia 14 de maio.
Em todo o Brasil, 8.470 Ações Civis de Improbidade Administrativa e 1.691 Ações Civis Públicas foram instauradas pelo MPF. Os dados são extraídos do Sistema Único de Informações do Ministério Público Federal, conforme Tabelas Processuais Unificadas do Conselho Nacional do Ministério Público, com atraso de um dia em relação ao registrado no sistema, conforme informado pelo órgão ministerial.
O MPF conta atualmente com cinco sedes na Paraíba. Além de Monteiro, João Pessoa e Campina Grande, há também Patos e Sousa, no Sertão. São 16 procuradores da República, sendo oito em João Pessoa, três em Campina Grande, dois em Sousa, dois em Patos e um em Monteiro).
Segundo o MPF, os números registrados são resultantes do esforço da atuação de integrantes do órgão em João Pessoa, Campina Grande, Sousa, Patos e Monteiro. De 2009 a 2013, o MPF na Paraíba ajuizou 563 ações de improbidade administrativa.
Balanço de atividades
Entre 2001 e 2012, o MPF da Paraíba acionou judicialmente 68 ex-prefeitos em 153 ações de improbidade administrativa. Em 2012, foram 76 processos iniciados; em 2011, o MPF entrou com 97 ações; em 2010, foram 67 ações; e em 2009, o MPF ajuizou 170 ações de improbidade contra gestores em toda a Paraíba.

Da Redação: Portal Pilões News
3
0 Comentários

Postar um comentário