Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

 Delegado Ronilson Medeiros ainda informou que após matar as irmãs, Felipe Vasconcelos desferiu um golpe de faca no próprio pescoço e escreveu no chão do apartamento a palavra socorro, com sangue

Três irmãos foram encontrados mortos na noite dessa terça-feira (16) dentro de um apartamento localizado no bairro do Pinheiro, na cidade de Maceió, em Alagoas. Segundo levantamentos da Polícia Civil, Felipe Vasconcelos, 20 anos, teria matado as duas irmãs Amanda Vasconcelos, 23, e Maria Clara Vasconcelos, 19, após um surto psicótico. As vítimas eram filhos do delegado Kelsen Vasconcelos, coordenador da 2ª Região Integrada de Segurança Pública de Campina Grande-PB.
                                                                                                                                                 


Segundo informações do delegado de Homicídios da Polícia Civil de Maceió, Ronilson Medeiros, o crime teria acontecido de madrugada, mas a polícia só foi acionada no inicio da noite quando a mãe das vítimas, que é técnica de enfermagem, chegava em casa e encontrou o apartamento com sangue e os corpos dos filhos espalhados pelos cômodos do imóvel.

Ao analisar a cena do crime, o delegado concluiu que Felipe Vasconcelos – que tinha personalidade bipolar e passou por tratamento até os 18 anos – ao surtar pegou uma faca e foi até o quarto de Maria Clara Vasconcelos, a imobilizou enquanto dormia e desferiu golpes no pescoço dela. A jovem veio a óbito no local. Logo em seguida, Amanda Vasconcelos foi atacada pelo irmão. Ela ainda entrou em luta corporal com ele, mas foi morta.
Medeiros ainda informou que após matar as irmãs, Felipe Vasconcelos desferiu um golpe de faca no próprio pescoço e escreveu no chão do apartamento a palavra socorro, com sangue.
Os corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Maceió. Eles são velados e sepultados em Alagoas nesta quarta-feira (17).

Redação: Portal Pilões News / Fotos Exclusiva de Neto Felix / Edição de Texto Hildo Pereira                                                                                                                                  

3
0 Comentários

Postar um comentário