Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

Quanto mais jovem, mais dificuldade o paraibano tem de conseguir emprego.
Dados são da Pnad, divulgada nesta quinta-feira (18) pelo IBGE.


A taxa de desocupação na Paraíba cresceu 0,2 pontos percentuais de 2012 para 2013, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada na manhã desta quinta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2012, 8,1% das pessoas em idade ativa, ou seja, com 15 anos ou mais, estavam desocupadas. No ano passado, essa taxa subiu para 8,3%, conforme mostra a Pnad. A pesquisa classificou como desocupadas as pessoas sem trabalho que tomaram alguma providência efetiva de procura de trabalho.

Os dados ainda mostram que quanto mais jovem, mais dificuldade o paraibano tem de conseguir emprego. A taxa de desocupação para a faixa etária de 15 a 17 anos foi de 25% em 2013 enquanto que a o grupo de idade de 50 anos ou mais teve apenas 2,1% de desocupados. O percentual foi de 18% para a faixa etária de 18 a 24 anos e de 7,2% para os de 25 a 49 anos.

A pesquisa constatou que 2.995.00 pessoas estavam em idade ativa em 2013 na Paraíba. Desse total, a maioria é mulher. Eram 1.600.000 contra 1.395.000 homens. Apesar disso, as mulheres ainda estão menos ocupadas que os homens. Apenas 670.000 delas estavam trabalhando na semana da pesquisa enquanto que 975.000 homens estavam ocupados.

Contribuintes
O número pessoas empregadas que contribuem com a previdência social na Paraíba cresceu 1,5 pontos percentuais de 2012 para 2013. A pesquisa constatou que, no ano passado, 45,2% dos ocupados eram contribuintes, sendo a maioria deles mulheres. Em 2012, os contribuintes eram 43,7%.

Com G1 PB
3
0 Comentários

Postar um comentário