Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

Polícia Federal investiga organização criminosa formada por lobistas e agentes públicos responsáveis por desvio de verbas públicas e direcionamento de licitações em Rondônia

O esquema de corrupção desbaratado pela Operação Plateias da Polícia Federal, deflagrada nesta quinta-feira, 20, abastecia o caixa de campanhas do PMDB no Estado de Rondônia. Conforme informou na manhã desta quinta-feira o Broadcast, um dos investigados na operação é o governador de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB). Ele prestará depoimento hoje na Superintendência da PF no Estado e, como se trata de mandado de condução coercitiva, após os esclarecimentos será liberado. A PF também faz busca e apreensão na casa do governador. 

A Operação Plateias investiga organização criminosa formada por lobistas e agentes públicos responsáveis por desvio de verbas públicas e direcionamento de licitações em Rondônia. Trata-se da maior operação da Polícia Federal nos últimos anos em número de mandados. Aproximadamente 300 policiais cumprem 193 mandados judiciais: 163 de condução coercitiva; 26 de buscas; e 4 de prisão temporária. A Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção na Petrobras, por exemplo, cumpriu 85 mandados judiciais. 

Os mandados da Operação Plateias são cumpridos em Rondônia, no Acre, Amazonas, na Bahia, em Goiás, no Pará, Rio de Janeiro, em São Paulo, Sergipe e no Distrito Federal. Uma das conduções coercitivas ocorre na Espanha. Em Brasília, foi preso o suspeito de distribuir o dinheiro da corrupção. O suspeito preso não teve seu nome revelado.

Fonte: ESTADÃO
3
0 Comentários

Postar um comentário