Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA


O requerimento da deputada Camila Toscano (PSDB), cobrando da Secretaria de Saúde do Estado a manutenção do serviço de hemodiálise e cumprimento do pagamento da empresa prestadora do serviço no Hospital Regional de Guarabira, foi aprovado nesta terça-feira (10), por unanimidade, no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).
De acordo com a deputada, desde outubro do ano passado o Governo do Estado por meio da Secretaria de Saúde não repassa o pagamento à empresa Mário Fiúza, responsável pelo serviço de hemodiálise. Por conta disso, o médico anunciou aos pacientes do Hospital Regional de Guarabira que os serviços iriam ser suspensos a partir do próximo dia 16.
“A hemodiálise não pode ser suspensa, os doentes renais crônicos não podem ter suspenso esse atendimento que desde outubro do ano passado não é pago. Por isso, que ele veio unilateralmente romper porque não tem condições de manter esse serviço sem receber por ele. Não estou aqui para defender a empresa e sim para defender os interesses da Paraíba. O Estado tem que cumprir arcando com os custos e pagando a empresa para que ela possa manter os serviços”, destacou a deputada.
A cobrança de Camila Toscano, por meio do requerimento, conseguiu mobilizar outros parlamentares, inclusive integrantes da bancada do Governo que se acostaram à reivindicação da parlamentar. A deputada Estelizabel Bezerra (PSB) parabenizou a iniciativa de Camila Toscano e disse que a secretária de Saúde Roberta Abath garantiu o atendimento aos pacientes em Guarabira por meio de um contrato de emergência.
Camila Toscano disse que recebeu a informação sobre a manutenção da hemodiálise com tranquilidade, mas cobrou que o Estado deve cumprir com o compromisso firmado para garantir o pagamento dos serviços já prestados à população desde outubro do ano passado.
“Eu sei o quanto é importante para Guarabira e para a região o serviço de hemodiálise. Fico mais tranquila com a informação da manutenção, mas deixo claro que Mário Fiuza só anunciou a suspensão dos serviços por falta de pagamento”, afirmou a deputada Camila Toscano.
8a1b243b-21b4-41c1-b384-78baad82fda2

Fonte:Painelpb
3
0 Comentários

Postar um comentário