Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA




O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, assinou na tarde desta terça-feira (05/05) o contrato para a criação do Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Este contrato firma o compromisso entre a empresa responsável pelo plano, a ECOSAM - Consultoria em Saneamento Ambiental Ltda, e o CONSIRES – Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos, do qual Zenóbio atua como vice-presidente da diretoria e a prefeita de Alagoinha, Alcione Beltrão, é a presidente, que também assinou o referido contrato juntamente com mais 22 prefeitos que marcaram presença no encontro, realizado no Sebrae-Guarabira.

Formado por 25 municípios além de Tacima, que mediante aprovação dos gestores presentes, passa a integrar o consórcio, o CONSIRES visa a instalação de um aterro sanitário, eliminando os antigos lixões e implantando uma política de sustentabilidade, através de melhorias no sistema de limpeza urbana das cidades, abrangendo ações desde a coleta, transporte, manejo e disposição final, além da educação ambiental nos municípios envolvidos.

Ao falar sobre o plano de gestão, o engenheiro José Dantas de Lima, da ECOSAM, apresentou, entre outros temas, a realização de um diagnóstico apontando os principais problemas relativos a situação atual dos resíduos sólidos em cada um dos municípios integrantes do CONSIRES; um estudo de prospecção e cenário que possam oferecer um melhor planejamento para melhoria da qualidade na prestação dos serviços.

De acordo com o prefeito Zenóbio, após todo o levantamento proposto pelo plano de gestão, haverá a definição do local onde será construído o aterro sanitário, seguindo critérios como: ocupar uma área de 25 hectares, inabitada, longe de mananciais, açudes ou riachos e perto de estradas pavimentadas.

A prefeita Alcione classificou a assinatura do contrato como um “importante passo para a concretização do plano de resíduos sólidos”, etapa fundamental para avançar as definições para a construção do aterro sanitário.

O contrato com a ECOSAM ficou orçado em R$ 807.862,24. Este valor será pago em conjunto por todos os 26 municípios, de forma relativa e dividido em seis parcelas, onde cada Prefeitura tem seu valor estipulado de acordo com seu coeficiente de n° de habitantes. Guarabira pagará o maior valor, R$ 76.827,36.

Enviado pela CODCECOM-PMG

Acesse o link abaixo e confira essa e outras informações:




3
0 Comentários

Postar um comentário