Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA



Foi dada a largada para o início do grande embate político visando às eleições do próximo ano, mesmo assim, já começam os mesmos atores a blasfemar diante dos olhares do povo. Cremos que, desta vez, irá ser diferente, pois o eleitor, que está mais amadurecido, não se curvará àqueles candidatos que objetivam tão somente o poder pelo poder, com suas mentiras e enganações. Ou tem ética e respeito ou não terá o voto do cidadão, pois ninguém suporta mais tanta hipocrisia. É importante que o eleitor tome cuidado com os candidatos marqueteiros, vestidos de pessoas públicas e de bem que utilizam a mídia para a persuasão, prometendo solução para a cidade ou até mesmo para sua família. Devemos ter muito cuidado com esse charlatanismo político que começa a vigorar por aí.
Temos que refletir bastante, fazer um verdadeiro garimpo, para de fato escolher o voto. Estamos passando por um dos momentos mais difíceis da política nacional, justamente por terem nos ludibriados, pois o povo brasileiro acreditou em um programa de governo que era uma areia movediça; quando desmoronou, foi de uma vez. E está mais do que provado que a briga era pelo poder e não para resolver os problemas do povo brasileiro.
Por aqui, não é diferente, é preciso dar um basta nisso tudo, e escolhermos um candidato que realmente tenha a cara do povo alagoagrandense, terra altiva de grandes homens como o nosso emblemático Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Mello, que nos orgulhava, pois por onde andasse levava consigo o nome de sua terra natal.
Alagoa Grande tem em seu currículo histórico, uma terra de luta e de resistência. Na Paraíba, Alagoa Grande era conhecida como o berço da ditadura, de onde o chamado "Grupo da Várzea" comandava toda a politica paraibana. Mas, mesmo assim, não se entregava, pois tinha em Margarida Maria Alves e Maria da Penha, líderes que resistiam a tudo aquilo que acontecia contra o trabalhador; contavam com o apoio do então promotor de justiça da época, Dr. João Bosco Carneiro, defensor incansável dos menos favorecidos da "Liga Camponesa". Este é apenas um breve relato, para tomarmos como parâmetro a importância do povo alagoagrandense, e que estão querendo desmanchar de uma vez por todas, essa história tão relevante que dignifica a nossa gente.
É chegada a hora de darmos as mãos e unirmos "cabeças" que realmente pensem numa Alagoa Grande pujante, progressista, que se comprometam em tirar, sem hipocrisia, a nossa cidade do atoleiro em que se encontra.
Atualmente, pois estamos perdendo espaço para cidades como Alagoinha, que nos últimos seis anos cresceu quase cem por cento e Alagoa Grande ficando para trás. Se não acordarmos, iremos sofrer por mais quatro anos, e de quem será a culpa? Nossa, que não tivemos a capacidade de escolher um candidato comprometido com o Município.
É mais do que importante analisar o passado político do candidato, a sua postura e compostura política. Se prometer emprego ou casa, fiquemos logo desconfiados, pois esse comportamento está fora do procedimento de quem realmente quer dar soluções para os problemas que a cidade necessita. Podemos comparar a Alagoa Grande de hoje, a uma família, a qual está se desmoronando, e precisa de uma voz altiva de algum membro da família que chame o feito a ordem, e ela (família) volte ao convívio normal.
Diante de tudo isso, convoquemos aos filhos alagoagrandenses, estejam onde estiverem, que venham salvar nossa terra, pois do contrário, o nosso torrão tenderá a ficar no ostracismo. Senhores futuros candidatos respeitem a história de nosso povo, não façam política subestimando a inteligência de nossa gente. A paz só existe onde se tem respeito. Liberdade Alagoa Grande, Liberdade.

JOSÉ GILDO DE ARAÚJO
 
JORNALISTA
 
4580/97
3
0 Comentários

Postar um comentário