Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

Fortes evidências de crime passional nas mortes ocorridas em Choró Limão(CE). Agricultor Júnior Moura teria matado a própria esposa, Elis Lemos, e em seguida matou, dentro do prédio da Prefeitura de Choró Limão, o vice prefeito Sidney Cavalcante (PT), quando soube de uma suposta traição dela com o referido político assassinado.
Segundo versões da imprensa e da própria polícia militar, Júnior Moura teria matado o vice prefeito no seu gabinete com cerca de 8 oito tiros e fazendo alguns reféns. Com o cerco do Cotar, do GATE e de viaturas e policiais militares, e após a própria invasão do prédio, ele teria cometido suicídio.
Após confirmada a morte do vice prefeito e do suicídio do criminoso, polícia militar realizou diligências no sentido de descobrir o local do corpo da mulher assassinada.
Em seguida, com muitos populares na cena do crime, Corpos foram levados por ambulâncias para o IML de Quixeramobim  e inquérito policial aberto na delegacia de polícia civil de Quixadá.
Fato lamentável. Mais ainda quando se trata de crimes passionais motivados por ciúmes doentios.
Quem ama não mata.
__________________________________________
Autor do artigo: Professor Tim é cientista político e blogueiro.
3
0 Comentários

Postar um comentário