Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

Agentes desconfiaram do comportamento da mulher na hora da vistoria.
Segundo sindicato, tentativas são corriqueiras nos presídios da capital.

Do G1 PI
Tentativa foi abortada pelos agentes da Casa de Custódia (Foto: Gustavo Almeida/G1)


Tentativa foi abortada pelos agentes penitenciários da Casa de Custódia (Foto: Gustavo Almeida/G1)


























Uma parente de um detento foi flagrada na tarde da terça-feira (16) tentando entrar na Casa de Custódia com três celulares e um carregador dentro da vagina. A flagrante ocorreu quando ela foi revistada pelas agentes penitenciárias durante a vistoria que é feita no horário de visitas na unidade prisional.
De acordo com Kleiton Holanda, vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), a equipe de vistoria suspeitou da atitude estranha da mulher. O caso foi comunicado a direção do presídio e a mulher encaminhada para a Central de Flagrantes de Teresina.
"As agentes desconfiaram do comportamento dela, pois estava mostrando muita dificuldade na questão de agachamento e movimentos quando chegou para a vistoria. Devido a suspeita ela foi levada pelas agentes para outro local e acabou expelindo os objetos que eram levados na genitália", falou.
Kleiton Holanda disse ainda que essa é uma prática corriqueira na Casa de Custódia de Teresina. Segundo ele, quando não tentam entrar com objetos nas partes íntimas, as visitas arremessam os produtos para dentro da unidade prisional na tentativa de driblar a fiscalização das equipes de vistoria.
3
0 Comentários

Postar um comentário