Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

manhã desta quinta-feira (28) foi de comemorações para os assentados da reforma agrária e os agricultores familiares paraibanos que há um ano vendem sua produção diretamente aos consumidores, sem atravessadores, na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no bairro do José Américo, em João Pessoa.
A programação especial de aniversário da feira da Cecaf, que é realizada todas as quintas-feiras, das 5h ao meio-dia, foi iniciada às 7h com um café-da-manhã de acolhida para os consumidores.
Em seguida, com a presença de representantes dos órgãos e das entidades parceiras, assentados e agricultores familiares que comercializam na Cecaf fizeram relatos sobre a experiência da construção do espaço e da gestão da feira.
Durante a manhã festiva, também houve a entrega de 95 barracas para a padronização da comercialização, sendo 50 delas adquiridas com recursos do Banco do Nordeste (BNB), 30 com recursos da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) – estas a fundo perdido – e 15 adquiridas com recursos dos próprios agricultores. As barracas possuem dois metros de comprimento por um metro de largura.
O coordenador do Território da Zona da Mata Sul, o agricultor Josias Ribeiro, do Assentamento Nova Vida, em Pitimbu, destacou o protagonismo dos agricultores na realização das feiras e na ocupação do prédio da Cecaf, construído com um investimento de cerca de R$ 2 milhões do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da PMJP. Segundo ele, o projeto da Cecaf prevê a realização de feiras diárias, de segunda a sexta-feira, com vendas a atacado e a varejo, a exemplo das Centrais de Abastecimento (Ceasas), para a comercialização da produção dos agricultores de todos os 15 territórios em que é dividido o estado da Paraíba.
Nosso maior objetivo é oferecer à população de João Pessoa e de municípios vizinhos alimentos diferenciados, produzidos de forma limpa e agroecológica. Estamos nos organizando cada vez mais para oferecer produtos de qualidade a preços acessíveis”, afirmou Josias Ribeiro.
Para outro comerciante da Cecaf, o agricultor familiar João Trajano, do município de Alhandra, a feira tem sido muito importante para aumentar a renda da família. “Tenho a mão bem aleijadinha porque sou agricultor, mas eu gosto desse ofício, que foi meu pai quem me ensinou quando eu ainda era criança. Antigamente, eu só vendia lá no sítio, não sabia o preço de nada. Hoje, eu trabalho lá e trabalho aqui. É muito bom para mim. Agora eu conheço muita gente e estou gostando muito dessa feira”, afirmou o agricultor, que comercializa acerola, cará (inhame São Tomé) e maracujá. “É tudo saudável, fresquinho e direto da roça. Nós trazemos com o maior cuidado para não machucar, não danificar”, acrescentou.
O procurador da República José Godoy Bezerra de Souza, da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), representou o Ministério Público Federal (MPF) no evento. Ele, que é cliente da feira, contou sobre sua juventude como agricultor e falou sobre a alegria em apoiar os agricultores e em participar das comemorações do primeiro aniversário de funcionamento da Cecaf. “É impossível olhar para os ramos de uma árvore frondosa sem olhar suas raízes”, disse o procurador.
A feira da Cecaf vem se destacando pela qualidade e pela variedade dos produtos, que são comercializados diretamente pelos produtores, sem a presença de intermediários (atravessadores). Nas dezenas de bancas instaladas em um galpão coberto, são oferecidos frutas, legumes, hortaliças, raízes, mel, bolos, doces, aves, frutos do mar, queijos e comidas prontas, além de peças de artesanato.

Números
Em um ano de funcionamento, a feira já comercializou mais de mil toneladas de alimentos, como frutas, legumes, hortaliças e raízes, segundo a diretora do Setor de Agricultura Familiar da Secretaria de Desenvolvimento e Controle Urbano (Sedurb) da Prefeitura de João Pessoa e membro da Coordenação da Cecaf, Rogeany Gonçalves.

Realização
A Cecaf tem uma área de 2.176m², dividida em dois pisos, com 12 boxes, quatro lanchonetes, seis banheiros, duas câmaras frigoríficas, duas recepções, um almoxarifado, uma copa, dois setores de lavagem, uma sala de estudo de mercado e um auditório com capacidade para aproximadamente 70 pessoas.
A administração da Cecaf é feita pela PMJP, através da Sedurb, e a gestão da Feira é compartilhada com representantes da Rede Estadual de Colegiados e Fóruns Territoriais da Paraíba, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), dos Núcleos de Extensão em Desenvolvimento Territorial (Nedets) e da entidade Vínculus – Cooperativa de Prestação de Serviços em Desenvolvimento Sustentável, além de associações e de cooperativas da agricultura familiar. A Cecaf também tem como parceiros as Prefeituras de Alhandra, Pilar e Pitimbu, o BNB e o MPF.
Kalyandra Vaz (DRT 1679/PB) 
Assessoria de Comunicação Social do Incra/PB 
3
0 Comentários

Postar um comentário