Flexible Home Layout

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

POLITICA

Resultado de imagem para vital do rêgo e a lava jato
Pedido de R$ 5 milhões

Em outro encontro, Gim Argello e Vital do Rêgo, ainda de acordo com Léo Pinheiro, pediram para que o ex-presidente da OAS pagasse R$ 5 milhões para não ser convocado para a CPMI da Petrobras.

"Nós podemos ajudar, ajudar e muito. Agora, o senhor vai ter que ajudar financeiramente. O senhor vai ter que dar uma contribuição para o senador Vital do Rêgo, que será candidato a governador da Paraíba, então o senhor vai precisar ajudar na campanha dele", disse Léo Pinheiro citando o pedido dos ex-senadores.
O empresário contou ao juiz que, na ocasião, explicou aos dois parlamentares que a OAS não atuava na Paraíba e perguntou como seria essa ajuda. Neste momento, eles pediram o valor de R$ 5 milhões. "Isso foge completamente ao nosso padrão de doações eleitorais e ainda mais para um estado onde a gente não tenha interesses futuros", respondeu o ex-presidente da OAS a Gim Argello e Vital do Rêgo.
"Mas você tem que ajudar e tem mais um fato: a sua empresa está sendo investigada. Essas doações não podem ser diretamente ao candidato. Essas doações terão que ser feitas com outro mecanismo, de outra forma", rebateram os políticos, conforme Léo Pinheiro.
O ex-presidente da OAS, então, disse a eles que não tinha esse montante, e Gim Argello pediu uma doação de R$ 350 mil para uma paróquia. "Ele [Gim Argello] me disse que era uma entidade religiosa, que ele tinha um relacionamento e que politicamente era muito importante para ele essa doação."
Outro lado
Em nota, a assessoria do TCU afirmou que Vital do Rêgo "jamais negociou, com quem quer que seja, valores relacionados a doações ilícitas de campanhas eleitorais ou qualquer tipo de vantagem pessoal". Segundo o texto, o ministro "repudia, com veemência, as infundadas alegações, que são novamente desacompanhadas de qualquer prova relacionada ao seu nome".
PMDB afirmou, por meio de nota, que "sempre estará à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos. Os recursos movimentados pelo partido sempre foram feitos dentro da lei e as contas sempre foram aprovadas."
Fonte: Globo.com

3
0 Comentários

Postar um comentário